Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Para lembrar que "estas coisas não acontecem só aos outros"

Nos jornais, nos telejornais, na internet. Em todo o lado encontramos, diariamente, noticias que nos apertam o coração. Mas, sabe-se lá porquê, na nossa cabeça, as coisas que lemos nunca nos aconteceram a nós. Dizemos nós, para descanso da nossa consciência. Porque normalmente estamos do outro lado, a ouvir, a ler, a receber a noticia.

Desta vez, aconteceu.

Uma queimadura de 2ºgrau apoderou-se do meu rosto.

Não sei explicar a sensação, ou melhor, a aflição.

Água a ferver.

Nunca, em ocasião alguma, tinha entrado em estado de pânico.

O medo de tocar na minha cara, o medo de sentir ou de não sentir.

Em dez dias, o meu rosto já passou por inúmeras fases.

O que senti e o que estou a sentir? Tem sido tudo tão rápido que eu não tenho tido tempo de pensar, de ficar deprimida, de chorar o céu.

Se dói olharmos o espelho e não nos vermos? ou vermos muito pouco de nós? Dói.

Mas já não dói quando vemos melhorias dia após dia.

A esperança que tudo vai ficar bem, é maior que todos os medos.

Aprendi que cada dia é um dia e que a paciência se tornou uma das minhas maiores virtudes.

E que estas coisas não acontecem só aos outros.

10 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D