Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A girl's life

A girl's life

Fevereiro 12, 2016

Filipa Iria

Não me perguntem a origem do dito cujo, que eu não sei. Mas lembro-me desde dia ser sempre um dia bastante engraçado em dia de aulas (leia-se ensino básico). Os dias anteriores eram passados a escrever cartas, a fazer postais, a inventar rimas e poemas e sobretudo a ganhar coragem. No momento em que ouviamos bater à porta na sala de aula o nosso coração começava a palpitar só de pensar que entre aquelas cartas que iriam ser distribuidas se alguma iria parar às nossas mãos. Era uma semana passada de maneira diferente e eu gostava bastante. Depois, os anos foram avançando e essa tradição nas escolas seguintes perdeu-se. Não sei se hoje em dia ainda o fazem nas escolas. Gosto de pensar que sim. Que arranca sorrisos e bochechas coradas. Que é um dia feliz e não um dia dramático como tantas pessoas fazem dele. No facebook já começaram a aparecer as tipicas frases "Dia dos namorados sem namorado não dói...o que dói é o dia das mães sem uma mãe" que só me dá vontade de lá ir comentar, mas respiro fundo, e ignoro. Não consigo perceber porque é que as pessoas não conseguem respeitar que há quem goste de passar este dia de forma especial, assim como o passe como um dia normal. Comparar não ter um namorado com não ter mãe ou pai é para lá de ridiculo. Sim, ridiculo.

 

Pessoalmente, não costumo comemorar o dia dos namorados. Atenção: nada contra. Simplesmente eu e o meu namorado fazemos anos de namoro dias antes, então fazemos um 2 em 1. Comemoramos as duas datas juntas e já está.

 

Se assim não fosse provavelmente jantariamos ou algo desse género, porque uma desculpa para o fazer é sempre bem vinda. E para os defensores de "Todos os dias são importantes e todos os dias devemos dar valor e todos os dias blábláblá" , eu concordo, ok? E também o faço diariamente. Mas se podemos comemorar este dia de forma especial, porque não?

 

Deixem-se disso pessoas, se não gostam do dia, não comentam, não se manifestam, ignoram.

E toda a gente fica feliz!

pink-heart.jpg

 

 

Janeiro 18, 2016

Filipa Iria

Fui ao cinema na sexta-feira à noite! Não ia lá à séculos e quanto mais com filas enormes!

Fui ver The 5th wave.

É um filme que me lembrou outros tantos, desde Os sinais, A guerra dos mundos, San Andreas e até me lembrou The walking dead em algumas cenas!

Se ficaram curiosos, não deixem de ir ver!

Eu gostei e recomendo!

Relativamente ao final...de certeza que irá haver um segundo filme.

 

Deixo aqui o trailer:

 

Janeiro 12, 2016

Filipa Iria

Mais um filme onde Eddie Redmayne desempenha um papel, ou melhor, um papelão.

Em A Rapariga dinamarquesa o actor desempenha um homem, mas sobretudo uma mulher, que vive no seu interior.

É um filme que nos traz o conceito de transexual, de um homem que nasceu no corpo errado e que já não o suporta.

Não deixem de ver!

 

f4fa51d6adae521d6aa2aed02813c202.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D