Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A girl's life

A girl's life

Janeiro 05, 2016

Filipa Iria

2.jpg

É o primeiro desejo de todos: arranjar trabalho. E talvez o mais importante, pois sem este se concretizar dificilmente se concretizaram os restantes. Ainda o ano não tinha virado e já estava à procura. Vamos lá todos fazer figas por mim!

 

4.jpg

 Faltam apenas duas cadeiras para terminar, finalmente, o curso. Apenas duas, mas, as mais complicadas para mim. Uma naba em números. Mas já não há tempo nem cabeça para outro ano preocupada com isto. Assim que começar o 2ºsemestre toda eu vou ser números, me aguardem. (Vá e façam figas outra vez)

 

3.jpg

Pois é, tenho 23 anos e carta nem vê-la. Com propinas da universidade sempre para pagar e outras despesas pelo caminho nunca foi fácil meter-me em mais uma, mas este ano é o ano. (Figas, outra vez)

 

Há mais desejos para 2016, mas conto-vos mais para a frente, para ficarem com a pulga atrás da orelha *

Novembro 17, 2015

Filipa Iria

Desde que me lembro que nos apoiamos uma à outra. Ela teve presente sempre que o meu chão desabou e eu fiz questão de estar ao lado dela quando a vida lhe tirou o seu maior porto de abrigo. Não tem sido fácil. Entre casas que não são nem substituíam a dela, entre familiares que tentam preencher um pouco o vazio que trás com ela. Sempre ouvi dizer que "fácil é para quem vai, difícil é para quem fica". E tenho de concordar. Cabe-nos a nós juntar os cacos e refazer-mos a nossa vida, da melhor maneira que conseguimos. É isso que ela tem feito. Ano após não. Luta após luta. Nunca a vi baixar os braços. Tem os seus momentos de fraqueza. Todos temos. Somos humanos. Não sei o que a vida lhe reserva mas gosto de pensar que depois de enfrentarmos momentos infelizes algo de muito bom está para vir. Não sei se será este o momento. Este que chegou. Não sei se era isto que a vida tinha destinado para ela depois de tudo, mas eu tenho uma certeza. Eu não sei se vai dançar para o resto da vida, mas eu sei que quando o faz, todos aqueles problemas, todas aqueles momentos que a mente insiste em gravar, tudo aquilo é esquecido, por momentos.

Posso não estar com ela dias, semanas ou até meses. Posso até não concordar com tudo aquilo que dizes ou com aquilo que fazes. Mas eu vou estar sempre lá, quando estiveres no topo, ou não. Pode haver mil pessoas ao nosso redor, mas nós somos nós. E isso nunca ninguém vai mudar.

Que esta tenha sido a sorte que tanto ansiava que te batesse à porta. Que dances mesmo depois de a música acabar.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D